!DOCTYPE html PUBLIC "-//W3C//DTD XHTML 1.0 Transitional//EN" "http://www.w3.org/TR/xhtml1/DTD/xhtml1-transitional.dtd"> Calma Penada: Setembro 2006

Calma Penada


«O optimismo é uma preguiça do espírito». E. Herriot. + «Uma assombração que se preza não pode ser preguiçosa. Buuuh!». O Fantasma do Misantropo.


sábado, setembro 30, 2006

A Leitura

.


O Dia e a noite: Onde Lutero apelava à divulgação para afastar da Igreja, traduzindo, São Jerónimo traduzia e divulgava para trazer gente para ela. Onde o ex-monge Martinho propagandeava avanços na literalidade do texto, o Grande Patrono dos Eruditos, cujo Dia é comemorado a 30 de Setembro, dizia: «A Letra mata, o Espírito vivifica». Perdi há muito a esperança de chegar à erudição, mas como Esta figura impar igualmente protege os estudiosos, está justificada a presença de uma imagem Sua nas paredes do meu escritório.

sexta-feira, setembro 29, 2006

Tempo em que a Vita era Dolce

.

Anita Ekberg nasceu a 29 de Setembro.
Com este pensamento, um melhor fim de semana.

quinta-feira, setembro 28, 2006

A Influência Real

Já valeu a pena ter Mme. Royal anunciado a candidatura à Presidência Francesa. Ao defender, contra os seus, que a regularização em massa dos ilegais não era solução, obrigou o Sr. Sarkozy a avançar para um novo patamar, como é a sua proposta de união das políticas comunitárias contra os imigrantes clandestinos. Claro que esta prontidão é apenas devida ao facto de não poder passar por subscritor de um programa igual ao da Adversária, se for ela a finalista do PSF. Que está no bom caminho demonstra à saciedade a resposta desabrida do Sr. Zapatero...

quarta-feira, setembro 27, 2006

AH!

Que umas aguarelas pretensamente pintadas por Adolf Hitler tenham sido vendidas por um balúrdio, só entristece por haver unanimidade em a sua valorização nada ter a ver com a valia da arte. Mas o arbítrio dos coleccionadores também deve ser respeitado. O maior desgosto vem de não haver qualquer prova segura da sua autenticidade, de os peritos que se pronunciaram positivamente terem falecido, da história do seu achamento estar muito mal contadinha e de os promotores do leilão terem contratado um saltimbanco para se mascarar de Führer e dizer graçolas como «elas são de Mussolini!». Tudo isto é desrespeitar os mortos, pelo que as iniciais com que os trabalhos são assinados podem apenas significar uma triste gargalhada.

terça-feira, setembro 26, 2006

Amortecedores

Após a derrota do Benfica, não estou na melhor das disposições para postar. Porém, no dia de hoje, ainda uma coisa me chamou a atenção. Uns jornais davam destaque à luz verde dada pela Comissão Europeia à Roménia e Bulgária para nela entrarem, em futuro próximo. Outros sublinhavam a condição de combater os focos corruptos da administração. Embora oficilmente não se possa dizer, traem duas concepções diversas desses países como almofadas contra o embate turco. A primeira vê com bons olhos a extensão da fronteira da Europa dita Unida até ao grande País Muçulmano, para subtrair os dois estados de Leste a uma futura zona de influência. A segunda quere-os fora para formarem uma zona-tampão. Agora, se é tão necessário um airbag contra os vícios levantinos, por que nos coibimos de dizer já NÃO à entrada de Ancara?

segunda-feira, setembro 25, 2006

Fogo Sem Linha

Com o pomposo nome «In The Line of Fire» o Presidente Musharraf publicou um livro onde revelou ao Mundo que os EUA usaram com o seu governo o pau e a cenoura, sob a forma de ameaças de bombardeamento e de Injecções elevadas de dollars. Temem uns o que alegra os outros: que o Paquistão esteja prestes a passar-se para o lado de lá. Não o creio nem por um minuto, aposto que era uma pressãozinha para garantir que a privilegiada relação de Bush com a Índia não o colocasse em situação menos boa na abordagem do problema de Cachemira. E o certo é que Miss Rice já saiu a terreiro pelo seu cavaleiro...

domingo, setembro 24, 2006

Infantilidade

O Sr Chávez é muito daquilo que qualquer pessoa sensata dirá dele. Mas a atitude das autoridades aeroportuárias norte-americanas de reter e ameaçar o Ministro dos Estrangeiros venezuelano, Nicolás Maduro, ignorando o estatuto da ONU e as obrigações de País de acolhimento, são um infantil quero, posso e mando, com a simples finalidade de incomodar. Claro que acto tão rústico nos agentes da solitária superpotência são uma insofismável demonstração de... impotência. Mas não deve ser caso para nos alegrarmos.

sábado, setembro 23, 2006

Cherchez le Profiteur

Até pode ser verdade, mas esta notícia da morte tifosa de Bin Laden, vinda de França, sem que alguém possa confirmar o que quer que seja, tresanda a objectivos políticos. Claro que o suspeito óbvio, o mordomo do caso, seria o Leader da Al-Qaeda, porque nada é melhor para quem é perseguido do que os perseguidores julgarem-no morto. Mas para isso era preciso uma história mais credível. Assim, cheira muito mais a artimanha chiraqueana, para desmobilizar a cavalgada da guerra ao terrorismo que os Republicanos dos States estão a empreender, com as respectivas sondagens a serem menos antipáticas para as hipóteses deles. E em Paris quer-se tudo menos um Bush todo-poderoso...

sexta-feira, setembro 22, 2006

A Dúvida

Numa reunião de Clérigos Muçulmanos uma das figuras de proa disse que o Papa era como Hitler. Sabendo-se do apoio que várias Personalidades do Islão, começando pelo Grande Mufti de Jerusalém, deram ao Leader Nacional-Socialista, estaremos perante uma tentativa de reconciliação?
Bom fim de semana.

quinta-feira, setembro 21, 2006

O Melhor e o Pior

Nunca os opositores dos Estados Unidos conseguirão compreender a mobilização da América em torno do Presidente, quando de outros países a atacam. Que dois dos mais liberais (esquerdistas) legisladores americanos, o Congressista Rangel, de New York e a Minority Leader da Câmara dos Representantes, Pelosi, tenham já vindo condenar Chávez por ofender o Povo Americano ao considerar Bush o Diabo é coisa que não podem imaginar, já que um tal insulto dirigido a eles seria certamente assinado por baixo pelos respectivos opositores.
Mas esta exibição de alguma grandeza é, desde logo, prejudicada pela tentação de sublinhar que estão em território norte-americano, passando por cima dao estatuto das Nações Unidas e sublinhando quem manda nelas. Algo que qualquer miúdo minimamente educado aprende muito cedo a não fazer.

quarta-feira, setembro 20, 2006

Contra uma Sucessão

O respeito que tenho pela generosidade de combatente pelo Seu País que sempre evidenciou Jean-Marie Le Pen não me levará a acompanhar o seu desejo de se ver sucedido pela filha Marine à frente do movimento. Já o tinha decidido, dado o conhecimento que tinha da posição dela em matéria de Vida, liberalizando o aborto. Mas temos agora a gota de água: encorajando o Pai a celebrar Valmy está a insultar os sentimentos dos numerosos monárquicos que votam FN, fingindo ignorar que não se tratou de uma batalha patriótica, mas do símbolo da primeira guerra ideológica do Mundo, no sentido da destruição revolucionária da Europa. Fosse eu francês, jamais votaria nela.

terça-feira, setembro 19, 2006

Autoestrada para a Forca

Ninguém acredita que Saddam Hussein esteja submetido a um julgamento. Serei o último a lamentar que despachem quem tanto mal fez, porém podiam dispensar-nos da penosa tentativa de nos fazerem passar por parvos. O Juiz que presidia à encenação foi afastado «por ter perdido a sua neutralidade». O grande fundamento desta calvície de imparcialidade parece ter sido ter-se dirigido ao Acusado, dizendo «Você não foi um ditador». Sabendo-se o mau conceito de que, formalmente, este termo desfruta junto dos elementos que em Bagdad fingem ser poder, ficamos cientes de que ser neutral, na Mesopotâmia de hoje, significa partilhar os insultos aos réus.
Poupem-nos!

segunda-feira, setembro 18, 2006

Juízes Desumanos

No futebol há renitência em recorrer a sistemas não-humanos de avaliação da legalidade das jogadas por se temer a subordinação do Homem aos meios automáticos, embora eu creia que a verdadeira razão reside no desinteresse que se teme que venha a existir quando se não puder contestar e insultar o árbitro. Na China está a causar polémica que juízes hajam recorrido a um programa de computador para determinar a medida da pena de condenados. Não é uma substituição no julgamento, apenas a automatização de determinar a quantidade de sanção considerando as pevisões legais e as percepções de culpa emanadas do julgador. Choca, contudo, colocar acima de um ser humano uma máquina que lhe determina o futuro, mesmo se obedecendo a outro homem. E, no entanto, este primeiro passo para um pesadelo bladeruneriano foi atacado apenas por os magistrados estarem a incorrer na pecha - esse versão laica do pecado - da preguiça. Ora aí está um argumento de que se não lembraram os adversários da máquina nos campos da bola.

domingo, setembro 17, 2006

Peso-Pluma

Sabe-se dos sofrimentos do Mundo Feminino, quer na observância de dietas, quer na inquirição respeitante à influência dos astros na existência terrena. As maravilhas da técnica telescópica oferecem agora os dois num, com a vantagem de se não ter de recorrer ao caro e esotérico mundo da Astrologia: basta atentarem neste planeta recém-descoberto e tomá-lo como exemplo. Adeus problemas de peso na balança e viva o peso literal do corpo celeste, como modelo a seguir!

sábado, setembro 16, 2006

Dividir Para Salvar

.

É um caso em que a partilha do Poder não resultou. Depois de anos a fio os governos Muçulmanos do Sudão matarem alegremente à fome os Cristãos e Animistas do Sul, em Dafur, mas não só, continuam a morrer de extrema desnutrição dezenas de milhar de Pessoas, apesar de, formalmente, representantes das vítimas integrarem o executivo de Cartum. Num País tão grande, penso que a única solução é dividi-lo e fazer a ajuda chegar à parte necessitada, sem oposição ou sabotagem subreptícia do Norte. Donde, saúdam-se as palavras do Comissário da ONU para os Refugiados, António Guterres, considerando «inaceitável» a situação. Pelo que se conhece do Indivíduo, tudo faz crer que correspondam a uma genuína revolta, ditada pela compaixão e solidariedade humanas. Mas, cinicamente, poder-se-ia dizer que, se não se actuar rapidamente, ele ficará sem O que comissariar na região. E não por cessar qualquer vontade de fugir.

sexta-feira, setembro 15, 2006

O Triunfo da Corda



O terrorista Azawara viu rejeitado o seu derradeiro apelo pelo Supremo Tribunal do Japão para não ser enforcado. É a própria face do Mal, tendo feito o mesmo que os terroristas islâmicos de Madrid ou Londres - atentados contra os inocentes que usavam transportes públicos - mas sem despertar as indulgências resultantes de alianças tácitas de partidários fanatizados. Matassem mil como ele, ou o próprio milhões de vezes, não haveria equivalência possível, já que a existência de um Inocente é mais valiosa do que a de todos os culpados de homicídio qualificado no Mundo. Mas salva-se a dignidade de deixar claro que nos é intolerável mantê-lo entre nós. Se a sentença for até ao fim, poderemos dizer que naquela corda está o nascer de um novo dia.

quinta-feira, setembro 14, 2006

Três Como Tantos

A oposição às condições de interrogatório dos prisioneiros feitos pelas Forças Armadas Norte-Americanas receberam hoje a oposição do ex-Secretário de Estado Powell e de três Senadores importantes: John Mc Cain, John Warner e Lindsey Graham. Os dois últimos são conservadores de credenciais firmadíssimas e o primeiro, apesar de uma ou outra heterodoxia, vejo-o como um conservador com um ponto na agenda que agradava aos liberais: a reforma do financiamento dos políticos. Não foi eleitoralite, nenhum dos três corre para a reeleição em Novembro. E não creio que tenham razão os que pensam estar McCain a pensar nas Presidenciais de 2008. O que julgo é que terá em mente a sua experiência de prisioneiro de guerra e os maus tratos que lhe foram infligidos pelos vietnamitas. Aliás, os outros senadores envolvidos têm fortes ligações militares: vêm da Virgínia e da Carolina do Sul, dois Estados com muita gente em armas. Warner é presidente do comitê das Forças Armadas do Senado; Graham tem passado no meio jurídico militar.
Numa altura em que ninguém liga aos protestos dos Democratas porque extremistas, ou por se não exprimirem arriscando alienar apoios, são os sectores ligados aos que fazem a guerra que representam a obstrução mais visível aos expeditos interrogatórios da CIA.

quarta-feira, setembro 13, 2006

A Ressaca da Culpa

Não é segredo para ninguém que o fruto proibido é o mais apetecido. Mas é bom vermos um relatório especializado, num País dado aos copos, como o Reino Unido, reconhecer que a abordagem «mediterrânica» que permite aos adolescentes ir tomando contacto com as bebidas alcoólicas em casa pode contribuir para evitar que elas o façam em excesso, fora dela. É evidente que não vendo considerada qualquer excepcionalidade no acto de beberricar, pela regularidade moderada com que o pratiquem às refeições, não existirá incentivo a que, às escondidas, o ingiram em quantidades substanciais, à procura do tempo perdido. Claro que só na tradição puritana o proibicionismo do vinho vingou. E contrariar uns pais puritanos é causa de desculpação para qualquer rebento, em matérias que não infrinjam consensos morais alargados.

terça-feira, setembro 12, 2006

O Amigo do Americano

O Sr. Sarkozy, tendo fama de americanófilo, quer tirar daí algum proveito. Indo a Nova Iorque chorar os mortos do 11 de Setembro de 2001, nada o obrigava a falar e seria até mais consentâneo com os hábitos de luto ocidentais que observasse o silêncio. Palavras de circunstância contra actos destes bastariam para conferir a tal estatura internacional dada como fim da visita. Mas fez mais: disse que o Irão não pode ter a bomba, o que, para além de demonstrar bom senso, significa, trocado em miúdos: «EU NÃO SOU COMO CHIRAC». Noção que é um alívio para todos, até para os muitos franceses que detestam o poder dos States.

segunda-feira, setembro 11, 2006

Nem a Isto Seremos Poupados?

A Comissária Europeia da Agricultura, a Dinamarquesa Mariann Fischer Boel, que tantas indirectas pseudo-diplomáticas tem dirigido no sentido do arranque da vinha portuguesa, é dada pelo «THE PORTUGAL NEWS» como estando em vias de adquirir uma propriedade na região de Évora, onde pretenderá plantar as suas próprias videiras. Que estaremos ainda condenados a ver? Calígula como patrono de organizações humanitárias?

sexta-feira, setembro 08, 2006

A Não Perder

Antes de Vos desejar bom fim de semana e sair para o jantar das Sextas, tenho de Vos exortar a que vão ao Centro de Arte Moderna da Gulbenkian, ver a notável Books Cell, um compartimento cujas divisórias do exterior são verdadeiros livros empilhados e em que, dentro, um espelho ao nível do solo, por baixo de um passadiço, reflectindo as "paredes", dá a sensação de profundidade.
Ou de como se pode dar uma tal ilusão com livros fechados, pois a verdadeira está no interior...

quinta-feira, setembro 07, 2006

As Esquecidas


Vivien Leigh foi eleita «A Britânica Mais Bela de Sempre» e não se pode dizer que esteja mal entregue o ceptro. Mas não dá para desconfiar que as Beldades que foram consideradas o máximo do respectivo tempo, Diana Mosley e Lady Ellenborough, só não figurem no top ten por, respectivamente, terem professado uma ideologia hoje em desgraça e preferido outro ao seu País?

quarta-feira, setembro 06, 2006

Bola de Neve?

Não parece possível neste calor, porém One never Knows. Confesso que ontem não liguei meia à notícia do «SUN» de Blair se demitir em Maio próximo. Todavia o manifesto assinado já por quinze membros do parlamento, de repúdio da recusa do P-M em assumir uma data de saída, acrescido da demissão do Governo de sete deles, já é coisa digna de nota, sabendo-se que um leader que fique em minoria no grupo parlamentar é posto na rua. Foi o que aconteceu com Thatcher, quando os Conservadores dos Comuns entenderam que Major era melhor trunfo para as próximas eleições. Resta saber se os actuais representantes Trabalhistas julgarão conveniente desgastar um novo chefe durante tanto tempo, sabendo-se que Cameron se apresenta com razoável aparência de frescura...

terça-feira, setembro 05, 2006

As Ligações Arbitrárias

A morte de um homem de que nunca tinha ouvido falar, o australiano Steve Irwin, o caçador de crocodilos morto por acção de uma raia venenosa, levou-me direitinho para duas referências em terrenos opostos: Paul Hogan,do «CROCODILE DUNDEE», que se terá inspirado em figuras como a do falecido; e Ernst Jünger, que, apanhado por uma colega da assassina, esteve três dias entre a vida e a morte. A alegação de que os óbitos devidos a esta circunstância são raros não tranquiliza inteiramente, como se vê. E não posso deixar de pensar nas sete vidas do Grande Escritor Alemão e em mais este de muitos perigos a que escapou.

segunda-feira, setembro 04, 2006

Ventilações

«Fontes próximas de Hillary Clinton» fizeram saber que a Senadora por Nova Iorque poderá renunciar a candidatar-se à Presidência, em 2008, para disputar, em vez dela, a liderança Democrata no Senado, revelando, em simultâneo, que uma decisão definitiva será tomada na próxima Primavera. Calma, isto não quer dizer, forçosamente, uma alteração nas expectativas das Presidenciais. Quanto a mim, é uma variante da atitude que convém a qualquer candidato à reeleição, quando inquirido sobre voos mais altos: dizer que "neste momento só penso no meu actual job e no que nele posso fazer pelo Povo do Estado X". Como a insistência e consistência da atribuição à ex-Primeira Dama de ambições à Casa Branca têm preenchido a atenção mediática, ter-se-á recorrido aos grandes meios. É que o lugar no Senado está em jogo já em Novembro...

domingo, setembro 03, 2006

Inflexões

.


A 3 de Setembro de 2001 o Saudoso Papa João Paulo II procedeu à beatificação de Pio IX, um Antecessor com longuísssimo pontificado, que chegado ao Tono de S. Pedro com uma benevolente visão do Liberalismo, da fúria deste foi vítima, inflectindo doutrinariamente no sentido da Verdade, também no plano político, como no filosófico, com a publicação de um catálogo de erros do Tempo que deu brado e incidentes diplomáticos. Mas este reconhecimento da proximidade da sua acção com a Inspiração Divina foi também um belo sinal das disposições do Papado. Com Paulo VI suponho que teria sido mais difícil este acto de Justiça e de Fé. nem tudo está perdido.

sexta-feira, setembro 01, 2006

Para o Céu Subiu Uma Estrela

.

Glenn Ford foi demasiado bom actor. Representava tão bem, que se deixava dominar pelas características da personagem, pouco impondo do seu tipo pessoal, como fizeram piores intérpretes mas muito mais impressivas personalidades. Alguns dos seus mais conhecidos trabalhos tiveram, outrossim, a infelicidade de ser ensombrados por encadeamentos de factos que não dominava, como em «GILDA», ou versões mais queridas, como o remake de «MILAGRE POR UM DIA». O seu melhor filme será «THE BIG HEAT», de Lang, o tal do café a ferver atirado à cara de Gloria Grahame por Lee Marvin. Mas há uma cowboiada de que gosto, em que ele faz o papel de um intratável condutor de manadas.
Um canadiano que se tornou marine e era uma espécie de Lucky Luke, "disparando mais rápido do que a própria sombra" - os americanos de origem. Vai fazer falta.
Bom fim de semana.